“A Fábrica de Nada” em Toronto


“Neste ano, na Wavelenght, a parte mais experimental do festival estreia A FÁBRICA DE NADA, de Pedro Pinho, já com um formidável rol de festivais internacionais. Trata-se do filme português mais internacional de 2017, tendo-se estreado em Cannes, na Quinzena dos Realizadores, onde venceu o prémio da Crítica. Este surreal carrossel de emoções fortes no Portugal da asfixia da troika seria o “natural” candidato de Portugal ao Óscar de melhor filme estrangeiro, não obstante a sua veia ensaística. Por cá, chega aos cinemas de todo o país no dia 21.”

RUI PEDRO TENDINHA a propósito de A FÁBRICA DE NADA no Festival de Cinema de Toronto 2017